• Grupo Reviver

Aos 35 anos, ex-jogadora do Circuito Brasileiro luta contra câncer: “É uma fase, vai passar&#8

Otimista, Fabíola Constâncio tem enfrentado sessões de quimioterapia, as quais fizeram o seu cabelo cair. Atleta descobriu o tumor maligno com autoexame após sentir primeiros sintomas

Jogadora com longa trajetória no Circuito Brasileiro, Fabíola Constâncio sabia que algo de errado estava acontecendo com o seu corpo. Sem a mesma disposição para o dia a dia, ela tinha dificuldades para enfrentar a rotina de treinos, competições e viagens por conta do cansaço. Certo dia, em casa, Fabíola resolveu fazer o autoexame de câncer de mama, quando sentiu um nódulo e resolveu procurar um médico. Semanas depois, a brasiliense recebia o diagnóstico de câncer, iniciando uma batalha que incluiu uma cirurgia para retirar o tumor, além de 16 sessões de quimioterapia, as quais fizeram o seu cabelo cair.Eu estava me sentindo muito fraca e sem energia. A gente se conhece muito quando é atleta. Não me recuperava bem nos treinos e não tinha mais rendimento em alto nível. Meus resultados pioraram. Não acordava bem disposta para ir treinar, e as coisas estavam se arrastando. Sentia que tinha alguma coisa errada, mas não sabia o que era. Isso persistiu por um ano e meio ou dois anos. Achei que fosse uma baixa de hormônios pela idade. Quando fiz o autoexame em casa, durante o banho, percebi um nódulo e resolvi investigar. Foi tudo muito louco. Minha vida virou de cabeça para baixo em seis meses – disse Fabíola.

Aos 35 anos, Fabíola Constâncio ainda não sabe o que vai ser do seu futuro no vôlei de praia. Dona de uma marca de biquíni, ela já vinha ensaiando a aposentadoria antes mesmo de descobrir o câncer.

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo